Trajetória de um título. PDF Imprimir E-mail

Nos últimos três anos e consequentemente dos três títulos estaduais que conquistamos, esse foi o mais difícil e complicado.

Primeiramente o maior desafio seria a questão motivacional. Por sermos amadores, todo o trabalho e dedicação que tivemos nos dois primeiros títulos nos custou tempo e desgaste, também algum prejuízo em outros setores das nossas vidas, que acabam tendo que esperar para desempenharmos as nossas obrigações com o clube.

O segundo grave problema foi a diminuição dos nossos horários de quadra, pois em 2010 e 2011 a nossa estrutura de treino era melhor, chegamos a treinar quatro vezes por semana. Esse ano tínhamos apenas 6ª feira e sábado com horários para treinamento, às vezes fazíamos um trabalho físico na praia as 3ª feiras, mas poucos participavam dessa atividade.

Ponto positivo foi a manutenção de grande parte do grupo dos anos anteriores e o retorno de alguns atletas como o goleiro Rodrigo Coutinho “Abu”, Marcio Magliano e o armador Renan Carvalho “Cabelo”, que havia parado de jogar em 2011 por causa dos estudos.

Esse ano, o técnico Luciano Peçanha havia decidido exercer apenas a função de treinador da equipe, diferente dos outros anos em que também jogava. Porém os resultados iniciais da equipe na Copa Odete e no primeiro jogo do Estadual, como também a impossibilidade de alguns atletas de participar da Copa Brasil como: Daniel Ferraz, Thiago Moraes e Marcio Magliano o fizeram mudar de ideia e fez com que retornasse as quadras.

Estadual Adulto 2012

                         Niterói Rugby 20 X 29 Vila Olímpica Manoel Tubino        (28/04/2012)

Nosso primeiro jogo foi em casa contra a forte equipe do Mato Alto, que montou no segundo semestre do ano passado um grupo com vários jogadores renomados e que estava estreando na competição Estadual adulta. Começamos muito mal no jogo e perdemos várias bolas de contra-ataque no início do jogo, com 10 min de jogo já perdíamos de 5 gols, terminando o primeiro tempo com o placar de 14 X 07 para os adversários. No segundo tempo melhoramos um pouco e conseguimos equilibrar mais as ações ofensivas, mas nada que resultasse em diminuição do placar.

Escalação: Miojo, Touro (4), Cabelo (4), Katatau, Dudu, Daniel, Marcelo, Marcio (1), Mario (1), Julio (1), Abu, Mauro (1), William (4), Saulo, Dedão (3), Zezão (1).

 

                            FME/Campos 30 X 24 Niterói Rugby                  (12/05/2012)

Momento difícil da equipe, o grupo estava fraco e descompromissado com os resultados, tínhamos o jogador Marcelo cumprindo suspensão automática e o atleta William doente, outros atletas apenas não compareceram ao local combinado para seguirmos viagem para Campos. Uma semana antes havíamos jogado os Jogos Abertos do Interior (JAI), em Cabo Frio, havia um desgaste físico e emocional.

Fomos pra Campos com apenas 9 jogadores e logo no início do jogo perdemos o atleta e técnico Luciano, já atuando como jogador, por lesão. O cansaço da viagem e forte ritmo imposto pela jovem e talentosa equipe de Campos fizeram a diferença e perdemos o primeiro tempo por 17 X 09. No segundo tempo melhoramos e conseguimos ser superior, mas sem forças e sem peças de reposição ficou difícil virar o placar.

Ponto negativo foi a equipe de Campos, que por anos seguidos começa a competição e não cumpre os seus compromissos, esculhambando o campeonato mais importante do Estado. O pior é que sempre são contemplados com convites para participar da Liga Nacional e nunca há punição pelas suas arbitrariedades. Vamos ver até quando...

Escalação: Miojo, Touro (6), Dudu (2), Katatau (4), Mario, Thiago, Cabelo (5), Dedão (7), Luciano.

 

                               Niterói Rugby 28 X 08 Volta Redonda                 (19/05/2012)          

Essa partida foi o marco da nossa recuperação, jogávamos em casa e precisávamos ter uma grande vitória. Conversamos e principalmente o grupo entendeu que faltava empenho de todos. Marcamos muito bem e nos sentimos mais confiantes, parcial 12 X 04.

Escalação: Murilo, Tuller, Katatau (1), Marcelo, Marcio (1), Mario (2), Julio (2), Abu, Thiago (2), William (5), Dedão (7), Mauro (1), Cabelo (3), Savanel (1), Zezão (5).

 

                       Niterói Rugby 29 X 19 AAEF/Odete São Paio               (02/06/2012)        

Esse jogo foi muito importante para a equipe e estávamos focados nessa partida, a vitória era importante por vários aspectos. Primeiro porque havíamos perdido a Copa Odete, torneio promovido pela equipe adversária, em um jogo onde o capitão Mário foi agredido por um jogador da equipe do Odete, com invasão de quadra da torcida e agressão covarde de alguns torcedores. Outro fator importante é que queríamos ficar com a segunda colocação na tabela, já que não poderíamos mais ficar em primeiro lugar na fase classificatória. Quanto melhor a posição da equipe na fase classificatória, mais chances de jogar o segundo jogo em casa nos confrontos das semifinais e finais teremos. Jogamos muito bem, principalmente defensivamente, parcial 15 X 09. Com a vitória do NRFC, o confronto das semifinais seria contra a mesma equipe do AAEF/Odete São Paio, enquanto na outra semifinal V. O. Manoel Tubino enfrentaria a equipe de Volta Redonda.

Escalação: Miojo, Touro (4), Julio (1), Dudu, Katatau (3), Marcelo (1), Marcio (2), Mario (4), Luciano (1), Thiago, William (7), Dedão (2), Mauro, Cabelo (2), Zezão (2) e Abu.

 

                           AAEF/Odete São Paio 15 X 35 Niterói Rugby                 (17/06/2012)

O primeiro jogo da semifinal foi memorável, a equipe mostrou que estava em ascensão e o jogo fluiu, com um jogo de defesa e transição muito forte abrimos no primeiro tempo uma boa vantagem, parcial 20 X 08. No segundo tempo mantivemos o ritmo e consolidamos a vitória de maior vantagem entre as duas equipes nesses anos de confronto.

Escalação: Miojo, Julio, Dudu (1), Katatau (3), Marcelo (1), Lucas, Daniel (2), Luciano, Abu, Thiago (2), William (5), Dedão (10), Cabelo (4), Mauro (2), Zezão (5).

 

                    Niterói Rugby 26 X 23 AAEF/Odete São Paio                          (23/06/2012)

O principal objetivo desse jogo era manter o foco, pois sabíamos que a equipe do Odete havia jogado mal no último jogo e que viriam com mais vontade do que na primeira partida da semifinal. Também tínhamos que vencer, o regulamento da competição considera a soma dos resultados das duas partidas e havíamos vencido por uma diferença de 20 gols, o que nos permitiria perder até por 19 gols de diferença e mesmo assim estaríamos na final. No entanto, perder em casa seria muito negativo, ainda mais pra quem quer vencer competições, por isso foi difícil, mas mesmo assim conseguimos uma bela vitória, parcial no primeiro tempo 14 X 11.

Escalação: Miojo, Touro (5), Julio, Dudu, Katatau (1), Marcelo (1), Lucas (1), Mauro (3), Luciano, Abu, Thiago (2), William (3), Dedão (9), Cabelo, Zezão (1), Daniel.

 

                        Niterói Rugby 27 X 17 Vila Olímpica Manoel Tubino          (30/06/2012)

Pela terceira vez seguida teríamos a possibilidade de jogar uma final de Estadual, mas dessa vez o adversário seria outro e vinha credenciado como favorito por ter feito a melhor campanha na fase classificatória. Sabíamos que seria um jogo decisivo para o NRFC por dois motivos, primeiramente porque estávamos embalados por vitórias importantes e também nos preparávamos para jogar a Copa Brasil, que aconteceu em Chapecó (SC) e viajaríamos no dia seguinte após esse jogo. Depois porque sabíamos que na volta de uma competição tão forte como a Copa Brasil, sempre algum jogador se machuca e há um cansaço natural e desgaste do grupo.

A equipe entrou muito bem e marcou muito forte, anulando os pontos positivos da equipe de Mato Alto, que de alguma forma parecia desconcentrada, parcial 13 X 09.

Na segunda etapa percebemos a superioridade da nossa equipe e o melhor momento que vivíamos, então aceleramos o jogo, conseguindo uma boa vantagem para o segundo jogo da final.

Escalação: Miojo, Touro (1), Marcelo, Dudu, Daniel, Katatau (1), Mario, Luciano (1), Abu, Thiago (4), William (6), Dedão (5), Zezão (6), Mauro, Cabelo (3), Lucas.

 

                        Vila Olímpica Manoel Tubino 28 X 20 Niterói Rugby         (22/07/2012)

Como havíamos previsto a equipe voltou cansada e desgastada da Copa Brasil. Não conseguimos treinar direito, muitos atletas faltaram aos treinamentos, alguns machucados e principalmente a impossibilidade de contarmos com três atletas importantes para o grupo: o atleta Thiago Moraes, viajando por motivos de estudo e Dudu e Touro, ambos suspensos preventivamente pela CBHb, episódio ocorrido na Copa Brasil que ainda será julgado.

O que mais nos preocupava nesse jogo era essa diferença no placar, sabíamos que tínhamos conquistado uma vantagem significativa, mas que o benefício poderia nos trazer um prejuízo e uma acomodação durante o jogo. A equipe de Mato Alto veio completa e reforçada e começou acelerando o jogo, perdemos alguns contra-ataques e erramos na marcação, primeiro tempo parcial 14 X 10 pra eles. No segundo tempo o que nos preocupava era o retorno defensivo e um pouco mais de continuidade no trabalho ofensivo. Chegamos a diminuir a diferença pra dois gols no início do segundo tempo, o que tranquilizou um pouco, mas ficou evidente que não fizemos a nossa melhor partida. No final deu Niterói Rugby Football Clube TRICAMPEÃO ESTADUAL (2010/11/12).

Escalação: Miojo, Marcelo, Tuller, Marcio, Daniel (1), Katatau (2), Mario (1), Luciano (4), Abu, William (5), Dedão (2), Lucas, Zezão, Cabelo (5), Mauro.

 

 Em pé: Marcio, Abu, Dedão, Daniel, Mario, Miojo, Zezão, Mauro, Cabelo e Chiquinho. Agachados: Katatau, Luciano, Marcelo, Dudu, Touro, Lucas, William e Tuller.

Está sendo um ano difícil e desgastante, mas de muito aprendizado e conquistas. Vencer é sempre importante e trabalhar pra que os resultados aconteçam é a receita do sucesso. A equipe de atletas do Niterói Rugby é uma raça especial de pessoas, um grupo apaixonado pelo handebol e pelo clube.

Temos que agradecer a muitas pessoas, principalmente aos nossos familiares, que muitas vezes não compreendem essa paixão, mas que estão sempre aos nossos lados e sempre prestigiam os jogos.

Agradecimento aos veteranos, presentes nos desafios e eventos do clube, sempre apoiando e incentivando a equipe, tanto nas quadras quanto nas redes sociais. Abraço especial ao Zeca e Fabrício, amigos que foram torcer pelo NRFC em um domingo de manhã em Jacarepaguá.

Agradecimento aos fundadores do NRFC, em especial ao Acyr, sempre presente e apoiando o grupo em momentos decisivos. Abraço especial ao Profº Ronaldo Goldoni e ao Drº Zé Ricardo, que junto com o Acyr estiveram presentes no segundo jogo da final. É uma honra para o nosso grupo e ficamos comovidos com a presença dos senhores.

Agradecimento a equipe da JC2 Esportes, em especial ao amigo João Marcelo Sant’Anna, apoiador do nosso esporte e incentivador do trabalho desenvolvido.

Agradecimento a Academia G Reis, esperamos ampliar a parceria proporcionando um melhor retorno institucional para as duas entidades.

Agradecimento mais que especial ao nosso Presidente Chiquinho. Se tivéssemos presidentes e pessoas tão atuantes como você durante toda a nossa história esportiva, seríamos o maior clube de handebol do país. Chegaremos lá!!!!

Obrigado aos amigos e admiradores do nosso trabalho. Enfim, a todos que de alguma forma nos acompanham e prestigiam.

 

NRFC - Niterói Rugby Football Clube

Copyright © 2017 NRFC - Niterói Rugby Football Clube. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um Software Livre com licença GNU/GPL v2.0.
RocketTheme Joomla Templates