Niterói Rugby na Copa Brasil PDF Imprimir E-mail

Niterói Rugby na Copa Brasil

A equipe de handebol do Niterói Rugby, categoria adulto masculino, retornou da Copa Brasil com a certeza de que houve uma grande evolução no trabalho técnico-tático da equipe nesses últimos anos, mas que o contraste estrutural ainda é enorme entre as equipes do Rio de Janeiro em comparação as equipes de SP e sul do país.

O resultado dos jogos reflete o um pouco do cenário do handebol do país, apesar de ter havido um equilíbrio entre as equipes nessa competição.

Fase Classificatória

1º jogo – dia (02/07) – Niterói Rugby (RJ) 20 X 20 AHB São Carlos (SP);

Esse jogo foi muito difícil para o NRFC, pois no sábado, dia 30/06, fizemos o primeiro jogo da final do campeonato estadual e às 06h00min horas do domingo já estávamos viajando para Chapecó (SC). Chegamos ao alojamento às 22h30min do domingo e na segunda, às 14h00min já enfrentávamos a jovem equipe de São Carlos. Sentimos o cansaço e perdemos muitas finalizações, não conseguíamos marcar o forte jogo com o pivô da equipe de SP e o primeiro tempo teve a parcial de 11 X 8 para São Carlos. Apesar do pouco tempo de recuperação dessa viagem conseguimos no segundo tempo marcar melhor e no final de jogo empatamos, deixando o adversário sem marcar gol nos 10 min. finais da partida.

 

2º jogo – dia (03/07) – Niterói Rugby (RJ) 18 X 25 Itajaí (SC);

Itajaí havia sido campeão Brasileiro da 1ª divisão um mês antes (maio) e montou uma grande equipe para as competições desse ano, mesclando jovens atletas da seleção atual com ex-atletas de seleções anteriores, como o goleiro Alê e o armador direito Beto. Jogamos muito bem, principalmente na defesa, mas não conseguimos segurar o forte jogo de transição da equipe de SC, parcial 14 X 09. No segundo tempo conseguimos encostar no placar e em um momento ruim da equipe, em inferioridade numérica por exclusões, Itajaí abriu uma vantagem e venceu por 25 X 18.

3º jogo – dia (04/07) – Niterói Rugby (RJ) 23 X 24 FAE Blumenau (SC);

O jogo foi decisivo tanto para o NRFC quanto para Blumenau, quem vencesse o confronto estava dentro das semifinais e eliminava a outra equipe. Entramos fortes e determinados, marcamos muito bem e trocamos vantagens durante o primeiro tempo, parcial 14 x 12 para Blumenau. No segundo tempo marcamos ainda mais e tivemos um bom percentual ofensivo nos arremessos dos 9 metros com Cabelo e Dedão. No último ataque do jogo tivemos a bola do empate numa jogada combinada com uma bola aérea que explodiu na trave.  Ficamos de fora das semifinais e terceiro da chave.

4º jogo – dia (05/07) – Niterói Rugby (RJ) 22 X 24 Ulbra (RS);

Foi uma partida para se esquecer. Começamos muito bem e abrimos uma vantagem de sete gols no início do jogo. O fato de sabermos que poderíamos vencer e tínhamos totais condições para isso fez com que a equipe perdesse o foco. Com vantagem no placar, algumas trocas aconteceram e quem entrou não entrou muito bem, houve um desequilíbrio na equipe também causada pela má atuação da arbitragem, que visivelmente começou a marcar todas contra o NRFC. Os atletas que retornaram também voltaram desconcentrados e a equipe da Ulbra entrou no jogo, parcial 11 X 10 para o NRFC.

No segundo tempo o jogo ficou equilibrado, com as equipes trocando vantagens no placar, ainda jogando abaixo do que podíamos e com os erros bisonhos da arbitragem, não conseguimos nos equilibrar e perdemos o jogo por dois gols.

Ao terminar o jogo tivemos problemas com a arbitragem e os jogadores Dudu e Touro foram suspensos da ultima partida.

5º jogo – dia (06/07) – Niterói Rugby (RJ) 15 X 13 AAEF/Odete São Paio (RJ)

Esse jogo foi um confronto regional de muita rivalidade e respeito entre as equipes, apesar dos problemas que aconteceram no início do ano, parece que as questões pessoais já foram resolvidas e a rivalidade é restrita apenas ao jogo na quadra. No entanto, a organização colocou policiais militares ao lado do banco das equipes, foi o único jogo em que isso ocorreu.

Na fase classificatória a equipe de São Gonçalo também se classificou em terceiro da sua chave ao vencer a equipe da Ulbra, no entanto, no cruzamento para chegar ao 5º lugar perdeu para São Carlos e as duas equipes do Rio ficaram nos últimos lugares.

Voltando ao jogo... No dia anterior, depois do que havia acontecido entre os atletas do NRFC e a arbitragem, tivemos uma conversa séria e acertamos os nossos problemas e conversamos sobre os nossos erros.

No início do jogo a equipe do Odete estava muito pilhada e motivada para o jogo, havíamos vencido os últimos três jogos no estadual e havia uma pressão natural para vencer esse jogo. No primeiro tempo não conseguimos vencer a marcação adversária e perdemos por 08 X 04. Já estávamos sem Dudu e Touro suspensos da partida e o atleta Willian havia sido expulso no início do jogo. Melhoramos a marcação e começamos a contra-atacar com eficiência, chegando a abrir cinco gols no segundo tempo, ficando sem tomar gol por 15 min. No final da partida a vitória mostrou que a equipe do Niterói Rugby tem um poder de recuperação muito bom e tem muito a crescer.

Obs: Fica uma menção respeitosa e um agradecimento especial ao amigo e técnico Aladdim, que ajudou a equipe do Niterói Rugby e fez parte desse grupo na Copa Brasil.

 Classificação Final

1º lugar - Chapecó (SC);

2º lugar - Itajaí (SC);

3º lugar - Blumenau (SC);

4º lugar - Maringá (PR);

5º lugar - São Carlos (SP);

6º lugar - Ulbra (RS);

7º lugar - Niterói Rugby (RJ);

8º lugar - Odete São Paio (RJ).

 

NRFC - Niterói Rugby Football Clube

Copyright © 2019 NRFC - Niterói Rugby Football Clube. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um Software Livre com licença GNU/GPL v2.0.
RocketTheme Joomla Templates